O 07 de setembro e a Independência do Brasil?

Ontem fui procurada por uma mulher de 28 anos com a seguinte questão: “Quero aprender a conhecer o meu corpo”... mil sentimentos passaram por mim, desde raiva da Revolução Industrial, passando por indignação com a falta de educação no país, pela opressão do patriarcado, pela má interpretação do que é espiritualidade até compaixão por essa irmã. Só esse primeiro parágrafo poderia ser desmembrado em um livro inteiro de análises antropológicas ou contação de histórias ou os 2 e tudo o mais! E você, Mulher viva, deve estar me perguntando: “O que isso tem a ver com a Independência do Brasil?” Você sabia que foi a Arquiduquesa Leopoldina quem presidiu uma reunião emergencial que definiu a nossa “independência” de Portugal — a carta enviada após essa reunião fez com que d. Pedro declarasse-a em 7 de setembro de 1822. Foi dela a sacada de que se o “marido” ñ desse o grito perderia a monarquia. Imagino como deve ter se arrependido disso depois... Infiel, agressivo e covarde, a ponto de obrigá-la a conviver com amantes, humilhá-la publicamente, numa época em que não se podia denunciar o agressor (estou falando de 200 anos, mas parece hoje, né?), tampouco afastar-se dele, foi tão violento tantas vezes que a espancou grávida, o que a levou ao aborto e, meses depois, a óbito... Essa mulher era educada, bem sucedida, respeitada pela sociedade, branca, de família renomada e influente... vai tirando cada item desse para imaginar como a situação pode se agravar! Parece atual, né? Essa vivência, por mais que você racionalize e te pareça distante está marcada em cada célula do seu corpo! E quanta independência você acredita ter? Quanto você acha que conquistou? Quanto você acha que merece? Quanto você realmente conhece de si, de sua natureza, de seus ciclos femininos e de suas irmãs? Quanto você está de fato conectada com seu corpo, com seu ventre, com sua energia feminina sagrada, com seu útero, com o útero de Gaia? Quão real, respeitosa, profunda e amorosamente empoderada você é e está, Mulher Viva? Que venha a independência! Coligada e cocriada! Adoroooo!!!!

#independenciadobrasil #independenciadasmulheres #mulherviva #nenhumamenos Fonte: https://www.historiadomundo.com.br/idade-contemporanea/maria-leopoldina.htm


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone

©  2018 Mulher Viva | Dra Luciana Lopes Lemos | Criado por Saci Com

Rua Francisco Eugênio, 268 sala 432 -  CEP: 20941-120

São Cristóvão | Rio de Janeiro/RJ

Tel: (21) 98865-2027

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram